Ginecologia

Miomas ou Leiomiomas

São nódulos duros formados de células musculares e fibrosas no útero, podendo crescer em diferentes localizações: subserosa, intramural e submucosa. Podem degenerar devido à diminuição da irrigação sanguínea e se tornarem amolecidas.

imagem Miomas ou Leiomiomas

Podem provocar os sintomas de aumento do sangramento menstrual, dor, aumento do volume abdominal, abortamento.

Os tratamentos variam desde uso de anticoncepcionais somente para controle do sangramento, antiinflamatórios, antifibrinoliticos, cirurgias como miomectomia aberta, histeroscópica ou laparoscópica. Além da embolização das artérias uterinas. O tipo de tratamento deve ser individualizado e depende, muito do desejo de gestação futura.

Tratamento Cirúrgico


O tratamento cirúrgico vai despender dos sintomas: sangramento, dor ou infertilidade; da localização dos miomas e da quantidade de miomas.

A pergunta mais importante é se a mulher deseja ter filhos ou não:

Caso ela deseje ter filhos ainda, pode-se realizar a MIOMECTOMIA (retirada apenas dos miomas).

Caso ela já tenha toda prole constituída e não deseja engravidar, pode-se realizar a HISTERECTOMIA( retirada do útero).

A vias cirúrgicas:


HISTEROSCOPIA

São utilizadas para retirada dos miomas submucosos. Trata-se de um tratamento conservador, onde retira-se o mioma ou parte dele. Utiliza microcâmera

VIDEOLAPAROSCOPIA OU LAPAROSCOPIA

É uma via minimamente invasiva, utiliza microcâmera. Para retirada de poucos miomas subserosos ou intramurais. Recuperação de parede mais rápida

MIOMECTOMIA ABERTA TRADICIONAL

Mais indicada para muitos miomas (mais que 4 miomas) ou miomas gigantes. Realizada por incisão igual a da cesariana (transversa) ou mediana (em pé - na vertical).

Compartilhe
error: Content is protected !!
Abrir conversa
Fale direto com a secretária!
Powered by