Obstetrícia

Pré-natal

A gestante receberá um cartão de pré-natal, que contém informações importantes a respeito de antecedentes alérgicos, cirúrgicos e informações dos exames, menstruação e as anotações dos ultrassons.

O cálculo da idade gestacional é realizado preferencialmente com os primeiros ultrassons e os últimos tem a finalidade de ver peso, líquido, placenta, posição e vitalidade.

As consultas serão mensais, quinzenal no último trimestre e após o qual será semanal, variando um pouco dependendo do seu médico obstetra ou de alguma doença ou problema na gestação.

Imagem Pré-natal

Nutrição

A grávida deve se alimentar várias vezes ao dia, com alimentos de qualidade, ou seja, saudáveis, de 3 em 3 horas em pequenas quantidades. Evitando café, chá e chocolate se estiver tendo náusea, vômitos e com azia ou dor de estômago.

Após a cessação dos sintomas de náusea e vômitos, evitar a ingestão de grandes quantidades de doces e carboidratos (pães, bolos, massas e bolachas), principalmente as pacientes que já iniciam a gravidez com sobrepeso ou obesidade, pois piorarão estes dois quadros, além do aparecimento de estrias (que são permanentes), aumento do risco de diabetes, hipertensão na gravidez e dificuldade para exames como ultrassom, cardiotocografia e o próprio parto.

O ganho de peso na gravidez se baseia primeiro no cálculo do IMC (Índice de Massa Corporea), que é calculado dividindo-se o peso pela altura ao quadrado.

Tabela IMC

A vitamina do ácido fólico evitará malformações e o polivitamínico ou ferro passados pelo obstetra NÃO ENGORDAM e evitará a anemia, que, isto sim pode ocasionar baixa oxigenação fetal, baixo peso fetal e na mãe: fraqueza, fadiga, sonolência e possibilidade de transfusão sanguínea no parto.

Evite comer carne crua ou malpassada, assim como mexer com jardinagem ou contato com gatos para evitar a contaminação de toxoplasmose.


Procedimentos no cabelo

Evite tinturas de cabelo ou tonalizante no primeiro trimestre.

O uso de formol (utilizado em escova progressiva) é contra-indicado em qualquer idade gestacional.


Pierciengs

Não se recomenda uso de piercings em umbigo e nariz ou outros locais devido ao estiramento da pele que pode deixar cicatrizes maiores e infecção, que na gravidez pode ser complicada.


Dirigir

Recomenda-se não dirigir após as 34 semanas de gestação.


Viagens

Viagens longas por mais de 2 horas é recomendado o uso de meia elástica (7/8 de 20-30 mm HG ou anti-trombo). Mesmo assim, se possível movimente as pernas. Pacientes com trombofilia devem avisar o médico.


Dengue e Zika vírus

Use repelentes, principalmente em locais de alta probabilidade de ter mosquitos do tipo Aedes aegypt . Caso tenha contraído a doença fique atenta a sangramentos e manchas ou hematomas e passe no pronto-socorro.


Vírus Influenza comum e H1N1

Locais de aglomerações e locais públicos aumentam a chance de contrair estes vírus. Caso queira evitar contrair estes vírus, use máscara ou evite tais locais. Ou se já contraiu, usar a máscara, lavar as mãos e usar álcool gel, evita a disseminação. Caso não tomou a vacina este ano, procure uma unidade básica de saúde, clinica ou o serviço de saúde do seu trabalho (SESMT) para recebe-la. Gravidas podem toma-la sem problemas pois os vírus são mortos. Casos mais graves mostram sintomas de febre alta, dor no corpo e falta de ar.


Edema (Inchaço)

O edema ou inchaço pode ser normal em gestantes ou logo após o parto que podem melhorar após 2 semanas. O uso da meia elástica citada anteriormente é a melhor forma de evitar e dar conforto para esse edema. Porém se o edema é generalizado (rosto e mãos) associados à hipertensão arterial (acima de 140 x 90 mmHG), a paciente deve ser avaliada pelo obstetra ou no pronto-socorro.


Sinais de alerta

Caso você tenha sangramento vaginal, contrações frequentes, perda de líquido (preste atenção na cor), ou parada da movimentação fetal ou febre inexplicada, vá ao pronto-socorro.

Compartilhe
Whatsapp
error: Content is protected !!
Abrir conversa
Fale direto com a secretária!
Powered by