Orientações de Atendimento

Compartilhe

Orientações sobre o Atendimento Médico

Toda consulta será realizada de forma presencial , com raras exceções poderão ser feitas por videoconferência (remunerada).

O médico não irá ver exames de rotina (papanicolaou/ ultrassom transvaginal/ mamas/ mamografia e exames de sangue) e dar resposta via  telefone, email ou via whatsapp. A paciente deve marcar uma consulta para que converse com o médico em horário reservado (de pelo menos 20 minutos) para tal finalidade.

No dia da CONSULTA AGENDADA:

  • Leve todos os exames realizados . (Se possível, leve impresso preferencialmente, pois nem sempre conseguimos resgatar via internet; além disso, isso pode atrasar o tempo de  consulta). Não se esqueça das imagens.

O suporte por telefone ou Whatsapp terá prioridade para as pacientes que fizeram cirurgia dentro dos últimos 30 dias e as pacientes Grávidas que fazem pré-natal com o Dr Rodrigo Miyazima.

Gestantes que fazem pré-natal com Dr Rodrigo Miyazima:  Caso você tenha dor pélvica/dor em baixo ventre/ contrações , sangramento vaginal, perda de líquido (preste atenção na cor), ou parada da movimentação fetal ou febre inexplicada, vá ao pronto-socorro. Pode avisar o Dr Rodrigo, mas vá ao Pronto-socorro que preferencialmente tenha ginecologista-obstetra.Caso o médico plantonista deseje, ele pode entrar em contato direto com o Dr Rodrigo para discussão do caso.

Casos de emergência como sangramento ou perda de líquido ou febre inexplicada, ruptura de pontos cirúrgicos ou saída de pus, recomenda-se ir ao pronto-socorro ou ligação direta para o médico em qualquer horário.

Caso o Dr Rodrigo esteja disponível, ele poderá indicar alguma cirurgia ou parto de emergência e irá ao PS, caso contrário a equipe de plantão do hospital ficará responsável pela paciente e sua conduta médica.

Comunicação e Dúvidas

Anote suas dúvidas para que sejam sanadas no dia da consulta, caso tenha outras que não podem esperar por motivos externos (exemplo: medicações, viagens programadas antes da consulta), pode ser enviada mensagem pelo Whatsapp (porém respeite algumas regras:

1) Envie mensagens concentradas numa mensagem apenas, para evitar que o celular do médico fique tocando muitas vezes, pois ele pode estar numa outra consulta ou cirurgia.

2) Respeite o horário das 8:00h às 22:00h.

3) A consulta não pode ser realizada por intermédio da secretária, pois ela só realiza funções administrativas e tem horário fixo de trabalho.

4) Pacientes GINECOLÓGICAS (NÃO GRAVIDAS E NÃO OPERADAS nos ultimos 30 dias) que tiverem sintomas de dor , sangramento, febre e outros sintomas que considerem como urgência ou emergência devem se dirigir ao PRONTO-SOCORRO mais próximo de sua escolha. Caso o médico plantonista deseje, ele pode entrar em contato direto com o Dr Rodrigo para discussão do caso.

  • Na dúvida, vá ao pronto-socorro !

o Conselho Federal de Medicina editou a resolução 1974/2011 sobre publicidade médica. Nesta, veda-se ao médico “consultar, diagnosticar ou prescrever por qualquer meio de comunicação de massa ou à distância.” Dessa forma, resta claro que o Conselho Federal de Medicina proíbe consultas, diagnóstico ou prescrições por qualquer meio de comunicação, por entender que a consulta física é insubstituível.

Contudo, o próprio Conselho informa que “o médico pode orientar por telefone pacientes que já conheça, aos quais já prestou atendimento presencial, para esclarecer dúvidas em relação a um medicamento prescrito, por exemplo.”

Se por um lado as mensagens instantâneas facilitam a comunicação entre o médico e o paciente, por outro podem prejudicar o trabalho do profissional. Devemos entender, também, que esse tipo de comunicação depende da internet e que nem sempre está acessível, decorrente de diversos fatores como locais onde não há sinal da internet, até mesmo em casos do smartphone do medico estar desligado.

Logo, tentar tirar dúvidas por esse meio pode causar erros de interpretação, em decorrência de mensagens truncadas e imagens não precisas. Para evitar qualquer tipo de problema, é preciso estabelecer-se previamente entre o médico e o paciente regras e horários para a troca de mensagens. Além de o paciente ter o bom senso de deixar os assuntos que não são urgentes para serem tratados presencialmente em consultório.

Além disso, nos casos de ausência de resposta às mensagens enviadas pelos aplicativos de mensagens instantâneas, o profissional não poderá ser responsabilizado por evoluções e agravamentos do quadro do paciente, tenha ou não autorizado o uso do serviço, bem como tenha ou não lido a mensagem, pois o mesmo não se destina a realização de atendimentos médicos completos, e sim meras demandas acessórias e em casos excepcionais, devendo o paciente em caso de urgência e emergência dirigir-se a instituições hospitalares que prestem pronto socorro.

Whatsapp
error: Content is protected !!
Abrir conversa
Fale direto com a secretária!
Powered by